Escola de Musica Improviso

Professores de Bateria

Alexandre Alves

alexandre alves bw

Começou a ter aulas em 1993 com Manuel Barreto e ao longo dos anos foi frequentando workshops de jazz. Em 2003 começou a ter aulas com Carlos Miguel na escola JB jazz, tendo posteriormente tido aulas tambem com Bruno Pedroso. Em 2004 começou a tocar profissionalmente em grupos de estilos desde o pop, tradicional e jazz. Em 2005 teve aulas com Bruno Pedroso. Foi determinante ter começado a tocar na Reunion Big Band (2006) e Luis Barrigas. Em 2008 gravou o disco "Doamor" de Paulo de Carvalho, tocou com Susana Felix, Mafalda Veiga, Ciganos de Ouro, André Sardet.

Entre 2008 e 2011 licenciou-se em Bateria jazz na Escola Superior de Música de Lisboa. Tem dado aulas na Academia de Música de Alcobaça. No contexto do curso profissional de jazz, na Academia de Música de Telheiras e na Improviso. Tem tocado também com João Gil, Tiago Lamy, Nanã Sousa Dias, Alexandre Manaia, Nicole Eitner, Frederico BC, Pedro e os Lobos, Amberlights, jazz e poesia com Manuel Lourenço e Nicolau Santos, Berg, entre outros.

 

 


Gonçalo Santos

GonçaloSantos2 pb

Desde muito cedo a ligado à música, devido ao seu pai ser músico. Cresceu com a música, e em especial com a bateria, sempre por perto onde foi adquirindo uma linguagem própria através de um caminho autodidático. Só mais tarde quando decide dedicar-se à música integra um curso de música.
Estreou-se como profissional em 2005, tendo, desde então, atuado como músico freelancer com vários artistas como Rita Guerra, Tributo a Nina Simone, Agir, Filipe Gonçalves, NBC, Soulbizness, Selma Uamusse, The Lucky Duckies, Glenn Kaiser, Virgul, Paulo Brissos, “Commedia a la Carte” entre outros… como músico baterista/percussionista para produções do teatro nacional D. Maria II em " Sonho de uma noite de verão" (2007) e "Fungágá da bicharada versão MP3" (2008), " O Aldrabão (2013), para Filipe la Féria com o musical " West Side Story" (2009), "Portugal à gargalhada" (2014),”República das bananas”(2015), “ O musical da minha vida (2016), Amália (2017)  e para o Teatro Villaret com a peça "O que faz falta?" (2010) com músicas de Chico Buarque.

 


 Jorge Costa

Jorge Costa

Jorge Costa nasceu em Lisboa em 1973.

Iniciou os estudos de música aos 6 anos na Escola de Música do CEDCRAM - Azenhas do Mar, mais tarde frequentou a Escola de Jazz do Hot Club de Portugal e estudou com os bateristas Bruno Pedroso e José Salgueiro.

Em 1997/98 integrou a banda folk Quadrilha tendo participado na digressão de apresentação do álbum "entre luas".

Desde 1999 toca com os Quinta do Bill, com quem gravou os discos de originais "Nómadas" de 2001 com a produção de Mário Barreiros, "A Hora das Colmeias" de 2006 e "Sete" 2011 produzido por Nuno Rafael.
gravou ainda quatro temas inéditos para as colectâneas "Best of " de 2001 e "25 anos - As Baladas" de 2012..
Dos registos dos espectáculos na Queima das Fitas de Coimbra em 2003 e do concerto dos 20 anos da banda em Tomar, resultaram dois discos ao vivo, sendo o de Tomar também editado em dvd.

Participou até agora em 15 digressões com a banda.

Integrou e/ou participou em diversos outros projectos musicais entre os quais; Ovo, Aduf de José Salgueiro, Real Companhia, Vinhos & Petiscos, Rui Melo, Filipe Gonçalves, Kaviar e Jimdungo.

Como professor, para além de dar aulas particulares, leccionou bateria no Centro Musical de Cascais e actualmente na Academia de Música Improviso em Oeiras.

É endorser das marcas Ludwig e Paiste.

www.jorgecostadrums.com


 

Voltar à Página Inicial

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

 
Escola de Música Improviso  : Home Professores Bateria